muda-de-peroba-rosa-aspidosperma-polyneuron_1_1200.jpg

Peroba Rosa

Nome Científico: Aspidosperma polyneuron

Nomes Populares: Amargoso, guatambu-amarelo, pau-caboclo e peroba-verdadeira.

Família: Apocynaceae

Clima: Tropical; subtropical úmido e subtropical de altitude.

Origem: Argentina, Colômbia, Paraguai, Peru, Venezuela e Brasil.

Altura: 15 a 25 metros

A Peroba-rosa é uma árvore árvore perenifólia, com 15 a 25 m de altura. Seu tronco pode ser cilíndrico, reto ou levemente tortuoso e a casca cinza-acastanhada e fissurada. As folhas simples, alternas, variáveis quanto à forma, com com até 8 cm de comprimento e 3 cm de largura. Suas flores são tubulares de cores branco-amareladas a creme, numerosas, pequenas e são muito atrativas para abelhas. Os frutos folículo deiscente, elipsóide, séssil, geralmente achatado (às vezes atenuado na base), semilenhoso, com 2,5 a 6 cm de comprimento por 1 a 2 cm de largura, com uma crista mais ou menos proeminente, de coloração pardo-escura, densamente coberto de lenticelas bem visíveis, com 2 a 5 sementes por fruto.

A peroba-rosa apresenta regeneração natural satisfatória sob o dossel, ocorrendo em todos os estratos na floresta, com a mesma importância relativa, chegando a formar agrupamentos densos, perobais, que outrora cobriam áreas extensivas, (atualmente diminuídas pela exploração intensiva)

jacaranda_de_minas.jpg

Jacarandá

Nome Científico: Jacaranda cuspidifolia.

Nomes Populares: Jacarandá-de-minas, jacarandá, caroba, caiuá, jacarandá-branco, caroba-branca, pau-de-colher, pau-santo, carobeira, jacarandá-preto, mulher-pobre.

Família: Bignoniaceae.

Categoria: ÁrvoresÁrvores OrnamentaisMedicinal

Clima: EquatorialSubtropicalTropical

Origem: América do SulBrasil

Altura: De 5 a 10 metros

O Jacarandá de Minas é uma espécie de médio porte com 5 a 10 de altura e 30 a 40 cm de diâmetro. Suas folhas são compostas bipinadas de 20-50 cm de comprimento, 8-10 jugos (pares de pinas); pinas com 10-15 pares de folíolos glabros.

Locais de Ocorrência: Ocorre naturalmente nos estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo até o Paraná, principalmente na floresta latifoliada semidecídua da bacia do Parana. É muito semelhante e pode ser confundida com a espécie exótica Jacaranda mimosaefolia Don (jacarandá-mimoso), nativa do norte da Argentina.

Planta decídua, heliófita, pioneira, característica de encostas rochosas da floresta latifoliada e transição para o cerrado. Produz anualmente grande quantidade de sementes viáveis, amplamente dispersas pelo vento Floresce durante os meses de setembro/dezembro com as plantas totalmente despidas de sua folhagem velha e os frutos amadurecem entre agosto e setembro. Por ser bastante ornamental, é amplamente utilizada no paisagismo em geral. Além disso, é amplamente utilizada na recuperação de áreas degradadas, visando a recomposição arbórea de áreas de preservação permanente.

As espécies de árvores nativas como o Jacarandá de Minas são muito indicadas para ações de reflorestamento, preservação ambiental, arborização urbana, paisagismos ou plantios domésticos. O reflorestamento, por exemplo, corresponde a implantação de florestas em áreas que já foram degradadas, seja pelo tempo, pelo homem ou pela natureza.

Já quando há a finalidade de arborização urbana ou paisagismo, é necessário avaliar o espaço em que a muda será plantada para que não haja problemas com a fiação elétrica ou rachaduras na calçada.

Telefone

11 2922-2250

Email 

Follow

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Instagram